Destinos Itália

Itália Parte 5 (Final) – O Couch Surfing e o Saldo Final da Viagem

Outra coisa que nunca tinha feito na vida mas que foi muito necessária para o sucesso econômico dessa viagem foi o Couch Surfing. Sabia que era seguro, sabia que era uma comunidade grande, então fui lá e me cadastrei. Mandei requests pra várias pessoas de Milão que eu nem conhecia, e todos me responderam, mesmo que não pudessem me hospedar. Aí o Paolone respondeu falando que tinha lugar pra mim sim e que era só chegar. Fechou!

Claro que deu um medinho, afinal era um tiozão desconhecido, mas era engolir o medo ou dar tchau pra 60 euros num albergue. E acabou sendo muito bacana. Acho que quem participa de um projeto assim é gente que gosta de verdade de hospedar pessoas e gente que gosta de verdade de conhecer outras culturas. Me senti muito mais em casa na casa dele do que na casa daquela maluca onde eu morei nos primeiros dias. E tudo de graça.

Eu dei sorte de ir pra Milão no fim de semana em que o grupo deles estava fazendo aniversário, então houve muitas comemorações. Eu fui só no picnic no domingo. Tinha umas 50 pessoas, a grande maioria italianos. Italiano era a língua mais falada, embora houvesse guests de várias nacionalidades. Conheci um português, umas russas e uns alemães. No final ainda ganhei carona pra estação de ônibus (dali eu ia voltar pra Lyon).

Recomendo o Couch Surfing 100% pra viajar bem. Quem já participa (ou vai participar a partir de agora!) pode me adicionar aqui.

Moral da Viagem

Dá, sim, pra viajar barato. É confortável? Não, não é. Eu preferiria ir de primeira classe, ficar em hotel 5 estrelas e, principalmente, comer nos melhores restaurantes? Preferiria mil vezes. Mas quem não tem cão, caça com gato. E, como falei no outro post, a emoção da aventura dá um gostinho completamente diferente pra viagem.

Passei 4 dias na Itália e gastei 20 euros, fora passagem e ingresso do show. Poderia ter gastado 10, se não tivesse ido no picnic do CS.

O próximo desafio agora é ir pra Paris de graça: ir de carona e ficar em casa de amigos. Temos umas mini-férias agora no final de Outubro, mas os meninos estão com medo de pegar carona, e eu estou receosa de ir sozinha. Mas achando companhia, tô indo!

Quer saber o resto da história? Tá na mão!

Itália Parte 1 – A ida e Milão

Itália Parte 2 – Verona e o Espírito Viajante

Itália Parte 3 – O Show do Ligabue

Itália Parte 4 – Dormindo na estação e a volta para Milão

Itália Parte 5 (Final) – O Couch Surfing e o Saldo Final da Viagem

Leia também

4 Comentários

  • Responder
    Giulianna
    13 de outubro de 2009 às 14:44

    Sempre achei que a pira do Couch Surfing fosse lenda! O Nadalin contou que ficou na casa de um louco toxicoman uma vez! hahaah
    Que divertido isso, to adorando ler suas histórias.
    beijos!

  • Responder
    aline naomi
    14 de outubro de 2009 às 01:07

    Gennnte, me dá desespero quando você fala de banheiro aí na Europa. Bebo muita água e vou MUITO ao banheiro. E de agora em diante vou agradecer mentalmente toda vez que for ao banheiro de qualquer shopping (limpo E grátis!) daqui.

    Às vezes pago R$ 1 (UM REAL) para fazer xixi no banheiro da rodoviária do Tietê aqui em SP – aí fico imaginando quantas pessoas não pagam isso para dar uma mijadinha lá e no quanto a rodoviária não fatura com isso. Me falaram que tem um que é grátis, da próxima vez vou nesse.

    Muito legal ver parte da Europa pelos seus olhos! Quando eu for, já vou mais preparada para enfrentar algumas situações (como essa coisa do banheiro – já vou juntando dinheiro desde já, porque não aguento segurar e se eu estiver apertada, sei que vou pagar qualquer coisa para não me mijar nas calças =D).

    E o negócio com a faculdade, ficou tudo acertado? Você defende a dissertação ano que vem antes de vir embora? Como vai funcionar? *curiosa*

  • Responder
    marcia
    14 de outubro de 2009 às 03:45

    yuhuu incrível mate!
    muita emoção toda a viagem, orgulhido de vc!
    to adorando as histórias!

  • Responder
    Diário de viagem: Praga, novembro de 2009 at Pictolírica
    29 de outubro de 2011 às 20:37

    […] teve muito sucesso com Couch Surfing antes e eu também, então nem pensamos duas vezes pra escolher o tipo de hospedagem. Buscamos no site, mandamos […]

  • Deixe um comentário